Saber e Ouvir o Que é que a Baiana Tem é Legal – Já o Que é Que Moema Tem…

Publicidade no rádio usa “O que que a Baiana tem”  para anunciar  site de bairro da Zona Sul de São Paulo.  Ao invés de Baiana, a Letra pergunta/cantarolando:  O que é que Moema tem???  E enumera, na cadência  da famosa  música,  o rol do comércio do Bairro.

Por partes 1 – Jingle em rádio é coisa muito chata.  Na década de 60/70, toda a publicidade inserida em elegante emissora de S. Paulo era   narrada por locutores/locutoras de vozes  neutras, não voz  de caixas de mensagens dos infernais dias de hoje.  Muito repousante, muito agradável  – os anúncios dos locutores, bem entendido.

Por partes2 – De alguma forma, naturalmente sem prejudicar os autores,  canções emblemáticas (o ideal é que fossem todas)  da MPB deveriam ser “tombadas” – no caso interditadas para publicidade.  Como diria o Ministro – deveriam ser “imexíveis”!!!

Suponho não serem  frescura ou idiossincrasia  minhas, e olha que nem sou muito fã de Dorival Caymi,  mas chega a ser agressivo ouvir O que que a Baiana tem para falar das “virtudes” de um bairro.

Há muitos anos,  a atriz  que  vivera  na TV a personagem Narizinho de Monteiro Lobato, já bem  mais “crescida”, posou nua para  famosa revista masculina brasileira.  Parente minha não teve dúvidas: mandou carta para a redação protestando pelo fato de a artista que vivera papel tão importante no imaginário das crianças de determinada época ter sido transformada em objeto erótico.  Minha parente sentiu-se agredida, escreveu e a carta foi publicada na revista.

Como disse, nunca fui muito fã de Dorival Caymi. Sempre reconheci o talento dele e a beleza de suas músicas, mas me chateava um pouco a maneira como desprezava turistas que visitavam a Bahia.  Mesmo assim, tal qual minha parente, me senti agredido pelo “jinglezinho” em que se transformou o Que é que a Baiana tem.

Ouça e diga se estou certo ou se é idiossincrasia minha.  Clique aqui

Em tempo,  quem não conhece O que que a Baiana tem, ouça Daniela Mercury e Dori, filho de Dorival, cantando.   Clique aqui e fique indignado com o que a publicidade fez.

Anúncios

1 comentário

  1. Paulo, então poderia até mudar a musica, mas a letra não? É isso?
    +++++

    Caro Júnior:

    Não, não é isso que vc diz. Acho que essa e todas as grandes músicas foram compostas para serem ouvidas como elas foram compostas, não para pegar a melodia e ficar relacionando coisas do comércio. Aliás, a minha parente, que escreveu para a Playboy protestando pelo fato de a atriz que representara Narizinho ter posado nua, me mandou um email dizendo que também se irrita com essa publicidade “O que é que Moema tem?” e que muda de estação sempre que começa a tocar.

    Abraços

    Paulo Mayr

  2. Poxa … o amigo que escreveu essa critica , me parece um tanto duro demais em seu comentário.
    A própria música original , já é um ” jingle” para incentivar o turismo à Bahia … por que não incentivar as pessoas a conhecerem o bairro de Moema?
    Se ele tivesse criticado a péssima qualidade da gravação … até que tudo bem …
    No país onde TUDO se faz com roquinhos enlatados e trilhas brancas … essa iniciativa ,pelo menos ,dá a oportunidade para as pessoas conhecerem um pouco da nossa música tão esquecida ( aposto que a molecada nova nem sabe que essa é uma música já consagrada).
    Parabéns aos idealizadores da campanha e, tomara que eles sejam seguidos por muitos outros criadores de campanhas publicitárias.
    +++++++

    Pérsio:

    Tá aí a sua opinião, da qual discordo frontalmente. Mas legal vc ter se manifestado.

    Abraços

    Paulo Mayr

  3. Sinto-me inclinado a concordar com o comentário do autor deste texto. Adiciono a observação de que, em algumas versões desse jingle (acho que são três ou quatro diferentes), a cantora faz uma mudança de tom que chega até a ser cômica, na última frase “em Moema tem”. A primeira vez que ouvi tive, inevitavelmente, um ataque de risos! Depois fui me acostumando a não rir, contudo desenvolvo um profundo desejo de mudar de estação quando essa música toca. Respeito o trabalho da equipe de produção desse comercial e até a própria cantora, contudo penso que o desenvolvimento da melodia e até a própria qualidade de gravação poderiam ser um pouco melhores. Assim, eu poderia conter meu riso ao ouvir diariamente os benefícios do bairro de Moema, em versos “à baiana-paulistana”!
    ++++++

    Caro Maurício:

    Invejo você que conseguiu ver alguma qualidade nesse jingle (só ouvi no Rádio).
    E não se incline a concordar comigo. Concorde logo (risos)

    Abraços

    Paulo Mayr

  4. Cara.. eu ouço essa música maldita todo dia na rádio.. é muito chata.. a música original é uma coisa, tem suas particularidades (apesar de não ouvir MPB).. essa música de moema dói de ouvir.. ainda mais a cantora que a cada nova versão da música consegue ser pior.. Concordo plenamento com vc e com o Maurício aí acima.. Sabem aquele negócio de “ter vergonha alheia”? Pois é!! Eu sinto isso da moça que canta essa música.. E olhem só, não é só esse o jingle ruim que anda passando por aí nas rádios heim.. Eu ouço duas rádios diariamente.. BandNewsFM de manhã e Transamérica a tarde e as músiquinhas que as empresas colocam nos espaços publicitários das rádios está de muuuuuito mal gosto. Abraços
    +++++

    Caro Mateus:

    Bom saber que tem mais gente com bom senso e bom gosto. Curioso você falar em vergonha alheia, O filho dessa minha parente que escreveu para a Playboy, quando era bem pequeno, perguntou para a mãe se ela nunca havia sentido vergonha por outra pessoa.

    Sobre musiquinhas em espaço publicitário, tenho saudades de sofisticada rádio dos anos 60/70 em que o locutor lia os textos dos anunciantes. Era uma delícia. Isso sem contar que na TV, durante o intervalo, as emissoras aumentam o volume uma barbaridade, digo, uma afronta.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s