Comida Perfeita com Caipirinha, mas Sem Caipirinha!!!

Não é falta de assunto, tampouco obsessão por escrever.

Hoje vai ter comida caseira deliciosa em casa, o mais óbvio do trivial.

Salada de alface, temperada com molho composto por  tostão de mostarda, meu vinagre, azeite extra-virgem,  sal e mel; arroz; feijão; bife , feito na minha chapa especial de alumínio; com cebola sauté,  farofa com azeitona verde picada (farinha deliciosa que meu atencioso amigo Gabriel me traz regularmente de Belém do Pará).

Jantar perfeito para se iniciar  por uma bela caipirinha de cachaça  e acompanhado por duas meias cervejas.  Adoro caipirinha.  Mas, tenho a impressão, e também já ouvi contar,  que bebida destilada agride muito a saúde, sobretudo cabeça.

Suponho estar  muito bem comportado, já que nem me ocorreu comprar cachaça para a caipirinha.  Entretanto, devo tomar, pelo menos, três meias cervejas Heineken.

Depois, continuo em casa, pois  respeito a lei do bafômetro e devo ter andado de  metrô  algumas centenas de quilômetros essa semana.   Sempre respeitei a lei do bafômetro;  já escrevi a respeito.  Bem, mas conhecido meu, há cerca de 15/20 dias, foi comprar cigarro na vizinhança  de madrugada, de carro.  À tarde havia tomado  uma ou duas caipirinhas de vodka.  Foi parado pelo bafômetro.  Perdeu a carta por um bom tempo, sem contar multa salgada.

Como diria a música do Chico Buarque, Pai, afasta de mim esse cálice!!!  Quando guio, nem precisa afastar; eu é que nem chego perto!!!

++++++++

Em tempo, nem comecei a beber e quase perdi esse texto. Ou seja, se for beber, não guie; tampouco escreva.

Anúncios

2 comentários

  1. Paulo que banquete. legal. Bjs.
    +++++++

    Beth:

    Estava mesmo uma delícia. Três meias cervejas, cerveja Heineken, não essas de criança. Mas a caipirinha fez falta.

    Beijos

    Paulo

  2. Bete
    Não entendi muito bem, se foi voce que escreveu ou não, mas achei uma gracinha esta estorinha do jantar com caipirinha.
    Acho que foi o Paulo.
    Mas em todo caso foi um prazer escrever alguma coisa pra voce. Abraço no seu pai e um grande beijo em voce.
    tio walter
    ++++++++

    Seu Walter:

    Não, não foi a minha amiga e sua sobrinha Bete quem escreveu esse texto. Fui eu. Ela apenas fez um comentário que o senhor viu.

    Simpático o senhor ter achado uma gracinha (no diminutivo mesmo) o que eu escrevi. Fico contente, o senhor não imagina quanto.

    Acho que se o senhor ler sempre meu blog vai se divertir. Deixo o link aqui – Clique

    Muito obrigado

    Paulo Mayr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s