Contos/Microcontos/Microcontosfraseskais

Que Saci, Que Nada; Legal é Comemorar Halloween

Portadores do Complexo de Vira-lata* estão comemorando hoje o Halloween.  Alguém já propôs que fosse criado o dia do Saci, para homenagear nossa simpática personagem folclórica. Torcendo por  um eventual futuro dia do Saci, poema do  amigo Paulo D´Auria, mas antes microconto meu:

O saci fumou tanto aquele maldito cachimbo que também ficou com um pulmão só!!!

Poesia do meu Xará – Paulo D´Auria.

sa
sa
são

são
pa
pa

são
paulo
tem
saci
?

‘travessando a marginal
pulando numa perna só
eu vi um saci
mora no canteiro central
e vive dando nó
no trânsito da capital

sa
sa
tem

são
são
tem

são
paulo
tem
saci
!

++++++++++++++++++++

Complexo de Vira-lata é o sentimento de inferioridade do Brasileiro em relação a Estados Unidos e Europa, “tradução”/definição  livre minha  do termo de Nélson Rodrigues.  Quiser ver diversos exemplos, clique (obs. o primeiro que vai aparecer é o que se manifesta em Latim)

Vagões exclusivos para Crianças, Idosos e Portadores de Necessidades Especiais

Em algumas estações do Metrô, dias de semana,  a partir das 16,30 até às 20,30 (salvo engano), o embarque nos dois primeiros vagões é exclusivo para crianças, idosos e portadores de necessidades especiais.  Nunca entendi porque a prática se limitava a algumas estações.

Hoje,  uma funcionária me explicou que isso acontece apenas nas estações de mais movimento. Nas outras,  entra quem quer onde quiser.  Do ponto de vista da segurança, tem lógica.

Quando ao conforto e consideração por idosos, crianças e portadores de necessidades especiais, não.   Vai virar tudo sardinha em lata; latas , entretanto, que vão se entupindo não  em doses homeopáticas; diria que apenas  em porções menos cavalares.

Aliás, com o crescimento da população de idosos e de crianças, sobretudo de idosos,  alguns vagões deveriam ser restrito a eles e aos portadores de necessidades especiais  o período integral de operação de todas as linhas do metrô.

Microconto (118 dígitos)  meu a partir da concentração por metro quadrado de passageiros no horário de pico do metrô (já postado aqui no Trombone).  Escrito a partir de notícia do jornal em 2008;  seis anos após,  a situação deve estar muito mais grave atualmente.  Aliás está.  Sempre andei de metrô e sei o que afirmo.  Bem, lá vai o microconto, infelizmente verdadeiro.

Em cada metro quadrado dos vagões do metrô de S. Paulo,
todos os dias,  oito pessoas ensardinham-se em latas gigantes

Microconto – 6 Palavras – De Natal

Há apenas dois textos que, religiosamente, coloco aqui no blog todos os anos. Um às vésperas do Dia da Consciência Negra e outro nos dias que antecedem a Parada Gay,  em S. Paulo.

O Microconto abaixo coloquei  em 2010, coloco novamente.  Embora seja bem oportuno e bom, não pretendo repetir todos os anos.

Um pouco punk, lá vai:

Papai Noel pedófilo pagava para trabalhar.

Keith Richards, feio??? Para Mim, é Lindo e Fascinante!!!

Chamada do Jornal da Globo há pouco  para coluna do encantador Nélson Motta sobre Keith Richards:

O Super Talento do Roqueiro Mais Feio do Mundo!!!

Não sei se é o fascínio que se esvai por seus poros, mas o fato é que, para mim, Keith Richards chega a ser lindo,  deslumbrante e não vai aí nem traço de homossexualismo meu.  Leia esse conto que escrevi mil anos atrás, já publicado aqui mil vezes.  Clique  Ao final do conto, veja o que comentou uma conhecida.  Discorde dela se for capaz. Antes ou depois, ouça Satisfaction

Microcontosfraseskai

No fabuloso Sarau do Centro da Terra*, toda última quarta-feira do mês, o poeta, diretor de teatro  Ricardo karman, que concebeu o sarau, ontem,  ao ouvir uns microcontos e frases minhas,  sugeriu que eu tentasse fazer Haikais.  Eu disse que já havia lido alguma coisa a respeito, mas que a estrutura é meio rígida e difícil de ser observada.

Pois bem, na insônia nossa de cada noite, comecei a pensar idéias/frases/versos que jamais poderiam ser Haikais (para rimar).  Entretanto, como brasileiro adapta tudo, talvez eu esteja inventando uma forma de microconto/frase   – enfiados em três (ou até duas) linhas que se poderia batizar microcontofraesskai.

Lá vai um dos microcontofraesskai.  causado  pela insônia  da última madrugada:

Picanha toda manhã e

não sobra

uma artéria sã.

+++++++++++

* Quiser ler texto  com menção rápida ao Sarau Noites Na Taverna, clique

Quiser conhecer um pouco sobre Haikai, clique