Televisão

Conjunções Adversativas e a Beleza da Apresentadora

Anunciado ontem que Renata Vasconcellos volta a ser apresentadora do Jornal Nacional, ao lado de William Bonner.  Bom momento para reler texto que já escrevi aqui sobre ela, quando assumiu o mesmo posto, talvez em caráter temporário.

Lá vai:

“Viajou sem Passaporte”, exemplo de sujeito oculto usado pelo  gramático Domingos Paschoal Cegalla,  deu nome a um grupo de estudantes da ECA-USP que fazia intervenções artísticas  no centro de S. Paulo, no final da década de 70.

“Os urubus são as aves mais feias do céu mas têm um belo vôo alçado e tranqüilo” era o trecho de uma crônica de Paulo Mendes Campos que o mesmo autor, Paschoal Cegalla,  usava para explicar  conjunção adversativa.

As notícias do mundo no Jornal Nacional são quase sempre de matar, mas a beleza serena   da apresentadora Renata Vasconcellos  ameniza  muito todos os infortúnios. É o exemplo atual que me ocorre para a mesma conjunção adversativa.

Que tenhamos, de fato,  um mundo mais suave, não apenas porque as notícias sobre ele  saem dos belos lábios da bela Renata.

Anúncios

Critério para Assistir ou não ao Roda Viva

Mesmo nos Tempos do Matinas Susuki, meu colega  no Colégio Equipe e meu contemporâneo  na Eca – Escola de Comunicações e Artes, da USP, depois Mário Sérgio Conti, meu colega de classe na Faculdade desde o primeiro dia de curso, tenho critério muito prático para assistir ou não ao Roda Viva.

Se é alguém do mundo do Esporte, Cultura  e diversos outros setores da Sociedade, assisto.  Se é político, burocratas em geral,  faço outra coisa ou tasco em outro canal.  Hoje tem Jabor.  Hoje tem Roda Viva em Casa.

Foram os próprios Políticos que se encarregaram de criar essa adversidade da população contra si próprios.  Quiser ler sobre política/políticos aqui no Trombone, clique

Debate, Tapas e Beijos e Zapeadas pelo Debate.

Logo mais, 22,05hs,  Debate dos Candidatos a Presidente, na TV Bandeirantes; 22:37 hs, Tapas e Beijos, na Globo.

Lá vai óbvio –

Até a hora de Tapas e Beijos, assisto ao Debate, “passando a limpo” anotações que fiz para um texto aqui no Boca; em seguida, mudo para Globo, intervalo do seriado, dou sapeada/zapeada no/pelo Debate.  Depois que Fernanda Torres, Andréa Beltrão e Cia “partirem”.  Aí, vejo o Debate.

Avisei que era óbvio. E ainda, êta textinho com jeitão de Facebook!!!  De qualquer maneira, aqui é mais cômodo para ler e também para escrever!!!

Na Novela, Dois Personagens Batem Papo ao Celular e Ambos Estão Dentro de Casa

O de Sempre: para não perder o início dos fabulosos tele-teatros da Globo, sou obrigado a aguentar o fim da novela.  Mas hoje não são os erros de Português.  Hoje é dia de Tapas e Beijos.

Assim que ligo a TV,  uma mulher gostosa de calcinha e sutiã, dentro de casa, é óbvio,  falando com (suponho) namorado,  porém de roupa, mas igualmente dentro de casa.  Os dois usavam celulares.

Sei que existem os tais planos de  celulares Morto pra Morto,  Tintim pra  Tintim, Olá pra Olá, Escuro pra Escuro  (digo, Vivo pra Vivo,  Tim pra Tim, Oi pra Oi, Claro pra Claro) e assim por diante, ou assim pra trás.  De qualquer forma, como já escrevi, usar o celular ao invés do fixo é burrice ou querer jogar dinheiro fora;  digo isso, embora algumas pessoas queridas minhas decidiram só ter o fixo profissional. Voltando aos valores:  minuto do meu telefone fixo para celular (eu pago, evito o quanto posso) – R$ 0,89.  É isso mesmo, quase um real por minuto.  Ligação para telefone fixo, minutos ilimitados, mensalidade: R$ 41,90.

Terminou Tapa e Beijos.

Voltando às tarifas milionárias de celulares, como diria Roberto – Carlos – em música de Caetano, eu não consigo entender sua (essa) lógica!!!

Quiser ler o texto anterior, sobre valores de ligações, clique

Bem melhor, é ouvir Muito Romântico: a Música de Caetano por Roberto.  Clique e deleite-se.

Só Figuras Simpáticas

Acho que a TV esta noite  teve/tem  momento raro de sincronicidade de pessoas /personagens  simpáticas.

Nos telejornais, notícia a respeito do carismático  Papa Francisco beatificando (será esse o termo?) Padre Anchieta e Felipão, com a graça de sempre,   confirmando alguns convocados para a Copa; de quebra,  ele dá aulinha de lógica elementar para todos nós que, a esta altura do campeonato, já nos consideramos da Família Scolari.

A seguir, haverá A Grande Família e Doce de Mãe.

O mundo precisa mais disso e infinitamente  menos de big brother, novelão, aquele técnico de terno, entre outras maldições!!!

Lá vou eu, porque logo mais começa A Grande Família!!!

Boa Noite a Todos!!!