Philip

Complexo de Vira-Lata atinge Pobres e Ricos

No Caixa Eletrônico do Banco em Higienópolis, hoje de manhã,  à minha frente,  um senhor chamado Raphael  A simpática atendente que o ajudava disse que o filho tinha o mesmo nome, escrito com f no lugar de Ph.  E explicou:

– Eu queria escrever  com PH, é mais chique.  O meu marido disse que do jeito que eu queria complicaria a vida dele.  Ainda bem que prevaleceu o bom sendo masculino que  não permitiu tal capricho.  No lugar do filho, eu agradeceria todos os dias o pai por ter imposto sua opinião.

Esse complexo de vira-lata não é exclusividade dos humildes. Antes de continuar, Complexo de Vira-lata é o sentimento de inferioridade do Brasileiro em relação a Estados Unidos e Europa, tradução/definição  livre minha  do termo de Nélson Rodrigues

Retomando o Complexo de Vira-lata em sua perfeita tradução.

Filho de ex-namorada minha,mulher bonita, muito rica e  formada em uma das mais prestigiadas faculdades públicas do Brasil,  estava fazendo vestibular.   No dia em que saiu o resultado da primeira fase, ela, que estava fora de S. Paulo, me liga e perguntou sobre o filho.  Embora a faculdade nem fosse tão concorrida assim,  mesmo sendo da USP, disse que estranhamente seu filho não tinha  passado, já que eu não havia encontrado o nome no jornal.  Ela falou para eu olhar novamente, já que o Filho não se chamava Felipe, mas sim Philipi, com um monte de I e talvez com esse ll dobrado.

O Complexo de Vira-lata não faz distinção de classe social, grana, beleza.  Se quiser ler mais sobre Complexo de Vira-lata, clique

Anúncios